Google Translator

quarta-feira, 30 de março de 2011

Proposta de João Luiz Lincoln

Teresópolis. Dias históricos!


Nesta hora em que nos preparamos para a grande manifestação do “Chega”, dia 12 de abril, lembrei-me de uma pequena história.
Após um grande incêndio em sua casa, o Engenheiro e inventor norte-americano Thomas Edison, disse que o incêndio havia destruído muitos bons inventos e bons trabalhos, mas também havia destruído os erros e equívocos – era a chance de começar novamente!
A nossa cidade já apresentava terríveis problemas antes da Tragédia: sujeira nas ruas, comércio agonizante, patrimônio arquitetônico abandonado, meio ambiente violentado, turismo inexplorado, favelização e tantos outros problemas vistos ou ocultos. A Tragédia só fez agravar este quadro e produzir uma população de miseráveis: as vítimas.

Importante parcela das verbas prometidas já está disponível mas não pode ser sacada porque não existem PROJETOS e PLANEJAMENTOS de uso dessas verbas. A Prefeitura mostra-se incompetente para realizar esse trabalho, e a Câmara, nem sob pressão, está disposta a fazer esse quadro mudar. Enquanto isso, vemos impotentes a nossa cidade e seus moradores DEFINHAREM.

Entretanto, em Teresópolis e em outros lugares do Brasil, existem pessoas capazes e dispostas a fazerem alguma coisa.

Diante disso, proponho que a organização da manifestação entre em contato com o CEAT – CENTRO DE ECOLOGIA APLICADA DE TERESÓPOLIS, que organizou um excelente Fórum após a Tragédia, a fim de organizar um GRUPO DE TRABALHO E REVITALIZAÇÃO DE TERESÓPOLIS. Esse grupo terá por atribuições ou objetivos:

1. Elaborar projetos de ações emergenciais para todas áreas atingidas.
2. Elaborar projetos de reurbanização para todas as regiões da cidade, procurando adequar as localidades às mais dignas condições de moradia e manutenção.
3. Elaborar projetos de aproveitamento turístico e ecoturístico.
4. Elaborar projetos de realocação dos desabrigados: moradias e empregos.
5. Elaborar projetos de reconstrução e proteção das áreas atingidas.
6. Organizar mutirões de atendimento médico, a fim de “zerar” as necessidades ambulatoriais e cirúrgicas. Deve ser incluído atendimento psicológico, fisioterápico, fonoaudiológico e odontológico.
7. Elaborar projetos de ordenamento e promoção comercial; atraindo consumidores, realinhando impostos e promovendo a empregabilidade.
8. Montar subcomitês específicos para as regiões do interior, atendendo a especificidade de cada lugar.
9. Definir medidas de alerta para a cidade e realizar treinamentos de Defesa Civil, para mobilização dos moradores nos momentos de crise.

Deve ser elaborado um documento para a Prefeitura (com cópia para o Governo do Estado, Ministério das Cidades, Ministério da Justiça, Gabinete da Casa Civil da Presidência, Vice-Presidência e Presidência da República), apresentando os membros do Grupo, os objetivos de trabalho (anteriormente listados) e colocada para a Prefeitura duas opções:

1ª) Apresentar uma proposta clara, técnica e eficiente da própria Prefeitura ou
2ª) Aceitar, apoiar e executar o trabalho do Grupo proposto pela Sociedade Civil Organizada (organizadores da manifestação e CEAT).

A verba disponível deve custear os honorários desse Grupo, a fim de garantir a contratação de bons profissionais e assegurar um trabalho com a velocidade necessária.

Essa é apenas uma ideia que busca apresentar algo um pouco mais concreto e esperançoso para os moradores da cidade e principalmente às vítimas. Sei que sou repetitivo, mas ouço todos os dias o clamor dos que nada têm e tudo perderam, que tudo perderam e nada receberam de volta.

Espero que possamos refletir e propor ações efetivas para o dia 12 de abril.
Em resumo, para o dia 12, proponho a colocação de vítimas entre os discursantes e a apresentação da proposta do Grupo de Trabalho, já com a indicação de alguns membros e dos objetivos desse trabalho.

Destaco que é uma idéia, sendo muito importante o debate e o posterior trabalho.

Beijos e abraços a todos, João Luiz Lincoln.

Texto replicado na íntegra com permissão do autor.

Clique aqui para ver João Luiz Lincoln no Facebook


Clique aqui para ver João Luiz Lincoln participando na ajuda aos sobrevivente da tragédia de Teresópolis de 12/01/2011


0 comentários:

Postar um comentário

Compartilhe

Share |
 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | free samples without surveys
Zeitgeist I - The movie Zeitgeist II - Addendum Zeitgeist III - Moving Forward Creative Commons